Notícias

Sustentabilidade: comunidades transformadas na Amazônia

Incentivar e fortalecer projetos de responsabilidade social é uma forma estruturada utilizada pelas empresas para contribuir para o desenvolvimento das cidades em que atuam.
Para promover o bem-estar e o desenvolvimento social e econômico, a Hydro ampliou sua atuação social em 2022, estimulando boas práticas por meio da força do empreendedorismo. De 2018 até esse ano a empresa calcula já ter beneficiado cerca de 80 mil pessoas nos municípios onde atua, com investimentos na ordem de mais de R$ 250 milhões.
Apenas no ano passado, foram mais de 20 projetos que receberam o financiamento da empresa, em educação, trabalho e renda, desenvolvimento econômico e social e fortalecimento de organizações sociais, e beneficiaram mais de 10 mil pessoas, direta e indiretamente, em comunidades dos sete municípios onde a Companhia opera: Barcarena, Abaetetuba, Moju, Acará, Tomé-Açu, Ipixuna do Pará e Paragominas.
“A Educação é uma questão muito forte principalmente para crianças em idade de alfabetização. Percebemos que essa alfabetização ocorre muito tarde ou não ocorre…E temos investido nisso. Procuramos garantir acesso a direitos básicos como saneamento de qualidade Outra estratégia é apostar forte na biodiversidade, utilizando os produtos da região para geração de renda e melhoria na qualidade de vida”, relata Eduardo Figueiredo, diretor de sustentabilidade e impacto social da Hydro.
A empresa criou o programa “Território do Saber”, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. No terceiro e quarto trimestre do ano, foram certificados 256 profissionais da rede municipal de educação, sendo 100 nos cursos de aperfeiçoamento, 110 nas especializações e 46 no curso livre de formação de liderança e gestão da mudança. No segundo trimestre de 2022, foi concluído o 1º ciclo de turmas de Alfabetização de Jovens Adultos e Idosos (AJAI) com quatro turmas em escolas municipais. Uma turma foi formada na cooperativa de catadores de materiais recicláveis, Coopercamare. Este ciclo foi finalizado com 48 alunos ativos e desses, 13 permaneceram para reforçar o processo de alfabetização, na Escola Comunitária do Uraim, na zona rural. 

|

Texto Auxiliar: Alinhamento Texto Auxiliar: Link Externo: Alinhar à esquerda: Alinhar à direita: Alinhar ao centro: Fullscreen: Fullscreen Exit: Conteúdo Sensível:

 Em agosto de 2022, o projeto iniciou o 2º ciclo de turmas de alfabetização, com oito novas turmas. Nesse caso, 75 alunos da região urbana e 35 da zona rural do município celebraram a conclusão do ciclo de alfabetização e estão prontos para ingressar no EJA – Educação de Jovens e Adultos.
Por meio da “Rede Todos pelo Trabalho”, em 2022 a Hydro realizou o curso de Formação de Operadoras Albras e Alunorte, em parceria com o SENAI, para capacitação de pessoas que se identificam com o gênero feminino. Além disso, o programa organizou outros 22 cursos, em parceria com outros atores locais, que formaram 298 pessoas em Barcarena.
Outro projeto realizado foi o “Viver Cidadania”, programa de fortalecimento dos serviços de Assistência Social de Paragominas, realizado em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SEMDES). Em 2022, o projeto realizou 30 oficinas, com 96 horas de formação, e participação de 80 servidores.
ATIVIDADES
Outro projeto com foco na educação é o “Embarca Amazônia”, com formação de jovens empreendedores socioambientais, facilitando o desenvolvimento sustentável da Amazônia, com imersão nas dimensões social, econômica, ambiental, institucional/legal e étnico-cultural. O projeto é uma iniciativa da Hydro, com apoio das prefeituras, e realização do Centro de Empreendedorismo da Amazônia.
Em dezembro de 2022, a fase de pré-aceleração foi concluída. E, em janeiro, os jovens foram apoiados na preparação e prática do seu “pitch” nos seus modelos de negócio. O “pitch” é uma técnica de apresentação de propostas de negócios rápida e objetiva para despertar o interesse dos investidores. 

|

Texto Auxiliar: Alinhamento Texto Auxiliar: Link Externo: Alinhar à esquerda: Alinhar à direita: Alinhar ao centro: Fullscreen: Fullscreen Exit: Conteúdo Sensível:

 No total, 43 modelos de negócios participaram dessa fase, divididos por município: 6 em Paragominas, 3 em Ipixuna, 4 em Tomé-Açu, 6 em Acara, 5 em Moju, 9 em Abaetetuba e 10 em Barcarena. Os classificados participarão do SUMMIT que acontecerá em Belém, em maio.
Já o ciclo de atividades do programa “Ativa Barcarena” beneficiou, no último ano, 91 famílias de 47 organizações comunitárias do município de Barcarena. A atuação é na assistência técnica rural e capacitação de produtores familiares; na organização da rede de atores socioprodutivos e na promoção de produtos com identidade local.
Com o projeto Trilhando Caminhos, a Hydro tem como objetivo contribuir para a melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes em maior risco social, tendo o esporte e a cultura como impulsionadores para a formação integral. As principais atividades são a oferta de atividades culturais e esportivas no contraturno escolar e atendimento psicossocial para alunos, familiares e comunitários. Em 2022, o projeto ofereceu 1.830 atendimentos psicossocial aos beneficiários e comunitários; 160 pessoas receberam atendimento psicossocial do projeto; e 48 pessoas encaminhadas para atendimento da política pública. 

|

Texto Auxiliar: Alinhamento Texto Auxiliar: Link Externo: Alinhar à esquerda: Alinhar à direita: Alinhar ao centro: Fullscreen: Fullscreen Exit: Conteúdo Sensível:

 A Hydro também fechou uma parceria com o Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI), o grupo Lorinvestm e o Movimento Bem Maior para o programa “Alfabetização na Idade Certa”, onde foram investidos R$ 2 milhões, em melhorias no ciclo de alfabetização, nos municípios de Acará, Moju e Tomé-Açu. “Esse projeto é realizado em parceria com a prefeituras para trazer todo um sistema de melhoria da gestão das escolas, envolvendo inclusive capacitação e professores para melhorar a qualidade do ensino, especialmente para a alfabetização”, destaca Eduardo
Fundo investe
R$ 5,5 milhões em projetos sociais
Já com o Fundo de Sustentabilidade Hydro (FSH), organização sem fins lucrativos, instituída, em 2019, com o compromisso conjunto das empresas Hydro, Albras e Alunorte, outros projetos são desenvolvidos. Somente em 2022, o fundo investiu R$ 5,5 milhões em projetos e ações sociais.
Entre os projetos do FSH, está o Travessia Barcarena, que em 2022, doou materiais e maquinário para beneficiamento agrícola, com um custo de mais de 400 mil reais em doações, beneficiando 91 agricultores familiares de Barcarena.
Um dos projetos de maior destaque, o Tipitix – empreendedorismo agroalimentar comunitário – lançou mais de 30 produtos, fortalecendo o empreendedorismo para mais de 30 agricultores familiares de Barcarena, que ampliaram a comercialização para além de Barcarena, alcançando Abaetetuba, Belém e outros Estados como Maranhão e Minas Gerais. Este projeto é realizado em parceria com a Fundação Mitsui Bussan do Brasil.
Em 2022, a Plataforma Conexões Sustentáveis lançou 15 novos projetos. Os projetos foram iniciados em outubro de 2022 e serão desenvolvidos entre seis e 24 meses. A plataforma é realizada pela Iniciativa Barcarena Sustentável (IBS) que há 5 anos desenvolve ações colaborativas para o desenvolvimento mais efetivo por meio de soluções sustentáveis para a região. O investimento nesta nova chamada será de R$ 700.000 para que as organizações desenvolvam e executem ações concretas de impacto social no município, nas áreas de geração de trabalho e renda; sociobiodiversidade; saneamento e gestão de resíduos sólidos.
O “Estilo Travessia” formou 22 costureiras em alta costura. O projeto é uma extensão do Travessia Barcarena, realizado pelo Fundo de Sustentabilidade Hydro, que durante a pandemia da Covid-19 já havia capacitado essas profissionais para produzir máscaras faciais não médicas de proteção contra o coronavírus. “Em 2022, tivemos vários marcos em nossa jornada que refletiram o comprometimento e resultados reais dentro dos nossos quatro eixos estratégicos: educação e habilidades; cadeia de valor; qualidade de vida; e preservação da sociobiodiversidade”, coloca Eduardo Figueiredo.
A empresa também comemorou os 3 anos de criação do FSH em 2022, que promove o desenvolvimento sustentável e apoia projetos de base comunitária. “Vamos continuar desenvolvendo nossas operações, territórios e comunidades, sendo bons vizinhos e construindo uma realidade digna e satisfatória para as pessoas em ampla articulação com o poder público para fortalecer o sistema e ampliar o alcance das nossas ações”, afirma o diretor.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo