Notícias

Na contramão da idade, Robinho vira destaque do Paysandu

Geralmente, quando chega algum jogador acima dos 30 anos no Paysandu, muitos torcedores “chiam”. Um que passou por isso foi Robinho, de 35 anos. No entanto, o meia mostrou o porquê é multicampeão no futebol, deu a volta por cima das desconfianças e virou destaque do Papão na Série C.”Fomos conquistando os torcedores com as vitórias. A paixão do torcedor e as pessoas que trabalham no clube é que motivam a gente no dia a dia. Quando se é novo no clube, você vai conhecendo as pessoas, o ambiente, o lugar. Eu disse que não vim para passear e sim para vencer, pois eu sou acostumado a vencer. Eu trabalho em cima disso. Sei que muita gente não acreditou. ‘Ah, o Robinho está vindo só para passear e roubar o Paysandu'. Eu disse que não. Falei que ia trabalhar para a gente conquistar e esse time trabalha bastante. Com o Marquinhos Santos trabalhávamos bastante e com o Hélio isso triplicou. É um cara que sabe fazer as colocações no momento certo e sabe também tirar o melhor de cada jogador”, destacou.Leia Mais: – Robinho nega oba-oba e destaca concentração do Paysandu- Paysandu: o errado que deu certo pelo caminho dos AnjosO Paysandu chegou aos 96% de chances de conquistar o acesso à Série B. Falta apenas um ponto contra o Amazonas ou um tropeço do Volta Redonda diante do Botafogo-PB para isso se concretizar. Robinho falou sobre o que moveu o elenco na competição.”Eu digo que a paixão das pessoas, dos funcionários, do torcedor, fizeram a gente encarar esse desafio de maneira diferente. A paixão aqui é quente, diferente de outros clubes que já joguei. Mas nem sempre os funcionários são apaixonados como vejo aqui. Aqui eles vivem o clube, eles se dedicam. Nossa diretoria está sempre com a gente nas viagens que são uma loucura. Já joguei em outros lugares que só o presidente viajava e no dia do jogo. Nem voltava com a gente. É profissionalismo total, é paixão. Desde que cheguei aqui foi assim”, comentou. 

|

Texto Auxiliar: Alinhamento Texto Auxiliar: Link Externo: Alinhar à esquerda: Alinhar à direita: Alinhar ao centro: Fullscreen: Fullscreen Exit: Conteúdo Sensível:

 Na madrugada do último domingo (24), centenas de torcedores compareceram ao Aeroporto Internacional de Belém para recepcionar o elenco depois da vitória por 3 a 2 sobre o Botafogo-PB. Robinho se impressionou com o que viu e disse que não tem como não se entregar ao máximo pela torcida.”Eu vi criança de colo no aeroporto. Era meia noite e pouco. Vi criança dormindo, mas a mãe e o pai estavam pulando. Como que eu não vou correr dentro de campo, como não vou me dedicar, me cobrar, como não vou querer ganhar? Sem a gente estar classificados, o aeroporto ficou daquele jeito, imagina quando a gente alcançar o objetivo. Então, todos acreditam nisso. Eu falo muito sobre essa paixão. O Hélio fala muito sobre essa torcida, da diretoria, dos funcionários. Ele consegue trazer essa paixão para dentro de nós. Isso nos motiva todos os dias em vir aqui e dar a vida, para conseguir as vitórias.  Ver essa foto no Instagram Uma publicação compartilhada por Paysandu Sport Club (@paysandu)

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo