Notícias

Saiba como evitar que o calor eleve o consumo de energia

De acordo com informações do MetSul Meteorologia, os próximos dias serão marcados por uma intensa onda de calor em diversos estados. Há a possibilidade de os termômetros, em algumas cidades, atingirem a marca de 45ºC. Diante desse cenário, é esperado um aumento no consumo de energia devido a utilização prolongada de ventiladores e aparelho de ar-condicionado.
No Pará, a estimativa é que o consumo de energia aumente em média 2% nos próximos dias, de acordo com a Equatorial. Portanto, é necessário conscientizar a população sobre a importância de modificar os hábitos a fim de gerar mais economia para o bolso e causar menos danos ao meio ambiente.
Cleiton Soares, analista de relacionamento com o cliente da Equatorial Pará, observa que o aumento no consumo de energia se reflete no valor das faturas pois, mesmo que não haja mudanças nos hábitos de uso dos aparelhos, os dispositivos elétricos consomem mais energia para operar em condições de temperatura ambiente mais elevada.
O analista esclarece: “Essa projeção é apenas uma estimativa, pois o consumo de energia varia de residência para residência, dependendo da quantidade de equipamentos e dos hábitos de cada família. É claro que, em algumas residências, o aumento pode ser proporcionalmente maior do que em outras, mas essas informações servem como referência para uma análise mais precisa do consumo”.
Para evitar surpresas desagradáveis que possam prejudicar o orçamento doméstico, Cleiton recomenda a adoção de práticas eficientes no uso de eletrodomésticos. “Esses comportamentos aliados à redução de desperdícios são fundamentais para que o consumidor evite surpresas desagradáveis, sem abrir mão do conforto. No entanto, é importante levar em consideração informações cruciais”.
A primeira dica começa na escolha dos produtos nas lojas. É recomendável adquirir equipamentos como ar-condicionado, geladeira, ventilador e outros eletrodomésticos que tenham o “Selo A” do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel). Nesse caso, a identificação atesta a eficiência energética desses aparelhos e que são mais econômicos.
“Além disso, hoje em dia, as lojas de eletrônicos oferecem uma variedade de equipamentos com tecnologias voltadas para a economia de energia, sem comprometer o desempenho. Podemos citar, por exemplo, os modelos ‘Inverter’, que fornecem o máximo desempenho sem causar impacto na conta de energia”, ressalta.
Quanto aos hábitos, é possível manter o conforto sem prejudicar o orçamento. “No caso do chuveiro elétrico, a estratégia é reduzir o tempo de banho. Já para quem possui ar-condicionado, é aconselhável manter a temperatura em 23 graus, pois o compressor consome menos energia. Além disso, intercalar o uso da central com ventiladores proporciona uma noite de sono mais econômica”, completa Cleiton.
Em relação à geladeira, é importante evitar colocar alimentos quentes no interior do aparelho, evitar pendurar tecidos molhados atrás para secagem ou abrir a porta desnecessariamente. Além disso, as geladeiras mais antigas consomem três vezes mais energia do que modelos modernos, o que torna a troca do equipamento uma opção econômica a longo prazo.
Por fim, ao sair de casa, é aconselhável desconectar os aparelhos da tomada. “A regra é clara: se não está sendo usado, não precisa ficar na tomada, e isso inclui carregadores de celular e televisões. Mesmo quando desligados, esses dispositivos ainda consomem uma corrente elétrica, o que representa uma taxa adicional na conta de energia e desnecessária”, conclui Cleiton.
A Equatorial oferece uma série de programas que ajudam os clientes a equilibrar suas contas. Entre eles, destaca-se o programa E+ Reciclagem, que permite a troca de materiais recicláveis por descontos na fatura de energia. Com isso, a empresa promove ações para incentivar a coleta seletiva e a conscientização sobre a preservação do meio ambiente.
Outro programa é o E+ Comunidade, que oferece a substituição de lâmpadas incandescentes ou fluorescentes por modelos de LED, que são até 85% mais econômicos. E ainda, o programa E+ Geladeira Nova, que distribui geladeiras com o selo “A” de Eficiência Energética do Procel, equipamentos que podem ser até 40% mais econômicos do que modelos mais antigos.
Serviço
Veja quanto custa cada equipamento na conta de energia
Televisão
Representa em média 15% da conta. Vale lembrar que um modelo de LED de 42 polegadas consome cerca de 30,45kHw por mês, com 5 horas diárias de uso.
Videogame
Em 4 horas diárias, durante metade do mês, um videogame tem consumo médio mensal de 1,44kHw, segundo dados do Procel.
Ar-condicionado
O aparelho pode representar até 40% do valor da conta de energia. É indicado ajustar para temperatura confortável e utilizar a função timer (temporizador), pois isso ajuda a evitar o funcionamento desnecessário do equipamento.
Carregador de celular
O consumo, isoladamente, não significa um grande aumento na conta de luz, mas, acumulado com outros eletrônicos, a somatória pode resultar em um gasto de 10% ou mais do custo da fatura de luz mensal.
Geladeira
A geladeira é responsável por cerca de 30% do valor da conta de luz e o costume de ficar abrindo e fechando acarreta prejuízos no bolso.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo