Notícias

Rua 15 de Novembro volta a ser interditada

Por volta das 10h desta terça-feira, 18, o Corpo de Bombeiros solicitou novamente à Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) a interdição da rua 15 de Novembro, no Centro Comercial de Belém, por considerar o risco de desmoronamento de imóveis atingidos pelo incêndio ocorrido na última quinta, 13. Desta forma, a via segue interditada pelos agentes da Semob. 
Os trechos interditados são: 15 de Novembro com travessa Padre Eutíquio, 15 com rua Oriental do Mercado, 15 com travessa Frutuoso Guimarães e 15 com Boulevard Castilhos França. 
A Semob comunica que agentes de trânsito estão posicionados na rua 15 de Novembro com as travessas Padre Eutíquio e Frutuoso Guimarães, para manter o isolamento da área e garantir a segurança viária.
Com quatro dia de atuação, a Semob nesta terça-feira, 18, logo cedo, às 8h, chegou a liberar a rua 15 de Novembro, isolada somente em frente aos dois prédios afetados pelo incêndio. Mas, com o pedido do Corpo de Bombeiros, voltou a fechar a via. 
Nesse tempo todo, órgãos da Prefeitura de Belém atuaram para minimizar os transtornos à vida da  população que mora, trabalha e transita pelo local. Na manhã de segunda, 17 de abril, a Prefeitura de Belém entregou, em mãos, aos proprietários os resultados da vistoria técnica realizada pela Comissão Municipal de Defesa Civil, nos imóveis atingidos pelo incêndio no Centro Comercial.
Notícias relacionadas:
Vistoria recomenda demolir lojas incendiadas no ComércioLoja atingida por fogo teve “perda total”, diz filho do donoVeja o vídeo: Fogo atinge lojas no centro comercial de BelémEles são entregues, via ofício, ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e à Fundação Municipal de Cultura (Fumbel). A vistoria foi realizada por um engenheiro da Defesa Civil Municipal e acompanhada pelo corpo de coordenação operacional. 
Resultados
De acordo com a vistoria técnica, cinco imóveis foram atingidos pelo incêndio, sendo dois deles com perda total e três com perdas parciais.
A priori, nos imóveis que sofreram perdas totais, os laudos apontam que os restantes das edificações estruturais apresentam risco de desabamento e sugere-se a demolição.
Por conseguinte, os demais imóveis, que sofreram perdas parciais, apresentam rachaduras por conta das chamas e do calor excessivo, no entanto, não oferecem risco de desabamento.
Os laudos da vistoria técnica servem para dar ciência aos proprietários da situação estrutural em que se encontra o imóvel. Após o recebimento dos laudos, o Iphan e a Fumbel darão a autorização para demolição das estruturas que restaram após o incêndio.
Ação conjunta
Desde o incêndio ocorrido no Centro Comercial de Belém, na tarde da última quinta-feira, 13, diversos órgãos da Prefeitura atuaram no local e na área no entorno, para garantir que a população sofra menos transtornos possíveis. A Guarda Municipal foi mais um deles. Ela atuou – de imediato – no dia do sinistro, isolando a área e auxiliando no controle e orientação do trânsito.
Enquanto o Corpo de Bombeiros fazia o trabalho de rescaldo do incêndio, a Semob manteve a interdição na rua 15 de Novembro. Agentes da Semob estiveram na 15 de Novembro e vias ao entorno orientando e garantindo a fluidez no trânsito. 

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo