Notícias

Hélio dos Anjos detona Flamengo por prejudicar o gramado 

O clássico Re-Pa terminou empatado em 0 a 0, mas não faltaram emoções e polêmicas na partida válida pela quinta rodada do Campeonato Paraense. O lance mais marcante aconteceu aos 39 minutos da etapa final, quando o atacante Nicolas, do Paysandu, perdeu uma chance incrível de marcar o gol da vitória do Papão. O jogador recebeu um cruzamento na pequena área e, livre de marcação, errou a finalização. O que poderia ter sido o momento de glória do artilheiro se transformou em frustração e decepção.
Mas o que teria causado esse erro tão incomum para um jogador de qualidade como Nicolas? Segundo o treinador bicolor, Hélio dos Anjos, a culpa foi do gramado do estádio Mangueirão, que estaria em péssimas condições por conta do jogo entre Flamengo e Sampaio Corrêa-RJ, pelo Campeonato Carioca, realizado quatro dias antes do clássico paraense, na última quarta-feira (31). O profissional já havia manifestado sua preocupação com o estado do campo antes da partida e, após o empate, voltou a criticar a realização do jogo do Flamengo no mesmo local.CONTEÚDO RELACIONADOFaltou o gol! Re-Pa termina no zero a zero no MangueirãoBicolores e azulinos fazem festa nas arquibancadas no Re-PaVídeo: Mangueirão registra fumaça em cabines antes do Re-Pa “Todo mundo está falando que a bola deu uma quicada. O Flamengo prejudicou o nosso clássico. Estão entendendo por que eu cobro e falo disso? Se o gramado estivesse bonitinho, seria melhor para Remo e Paysandu, que carregam esse público. É impressionante a qualidade desse clássico. Mais uma vez: o jogo do Flamengo prejudicou o clássico porque, pra nós, foi um prejuízo muito grande. Se a bola não quica, o Nicolas poderia definir melhor, mesmo tendo o Marcelo Rangel no gol, um goleiro espetacular”, afirmou Hélio dos Anjos.Quer saber mais notícias do Paysandu? Acesse nosso canal no WhatsApp.O treinador não poupou elogios ao clássico Re-Pa, considerando-o um dos maiores do Brasil e do mundo. Ele também lamentou o impacto negativo causado pelas condições do gramado, que teriam prejudicado o espetáculo e a qualidade técnica das equipes.SUPERIORIDADE TÁTICANa avaliação geral da partida, Hélio dos Anjos se mostrou satisfeito com o desempenho do Paysandu, que teve mais posse de bola, mais finalizações e mais chances de gol. Ele destacou a criação de oportunidades, o domínio de bola e a organização tática como pontos positivos da equipe bicolor. Ele também elogiou o espírito de luta dos jogadores e afirmou que a estratégia adotada será mantida, reforçando a confiança no estilo de jogo ofensivo que vem garantindo a liderança no Campeonato Paraense.”Foi um jogo de imposição. Num aspecto tático, nós não mudamos nossa maneira de jogar. Saímos do jeito que a gente costuma. Mantivemos o adversário à vista. Marcar na frente para tirar o adversário de perto do gol. Eu achei que o jogo é dentro de uma condição de rivalidade. Acaba a técnica ficando um pouco fora, mas quando jogamos nós criamos o que deu pra criar. No primeiro tempo poderíamos ter feito 2 a 0. Não aproveitamos e demos vida para o Remo”, explicou.SEGUNDO TEMPO EQUILIBRADOHélio dos Anjos admitiu que o segundo tempo equilibrou o jogo, mas ressaltou a grande chance do Paysandu com Nicolas. “No segundo tempo as bolas paradas que tivemos foi em cima de uma jogada que o Remo fez o tempo todo: ligação direta no lado esquerdo. Os três atacantes entram para pegar a sobra. Duas vezes a jogada rendeu e tivemos que fazer escanteios. Eu achei que o jogo é dentro de uma condição de rivalidade. Acaba a técnica ficando um pouco fora, mas quando jogamos nós criamos o que deu pra criar. Eu acho que no primeiro tempo poderíamos ter feito 2 a 0. Não aproveitamos e demos vida para o Remo”, analisou o treinador.POSTURA OFENSIVAHélio assegurou, ainda, que a postura tática da equipe será mantida, mesmo diante de críticas, afirmando que o modelo de jogo é adequado aos jogadores contratados.”Pode me criticar, falar mal, mas o modelo de jogo vai ser esse. Os jogadores contratados vieram para esse tipo de jogo. Essa semana eu ouvi uma entrevista do técnico do Liverpool, que perdeu nos quatro primeiros anos e só no quinto ele ganhou. Ele não mudou o estilo de jogo. Meu time é vertical, queremos buscar a área do adversário. Quarta-feira pode ir lá que vai ser desse mesmo jeito. Se descobrirem o jeito, entra qualidade técnica dos jogadores .Não tem treinador bom com jogador ruim”, confirma. Por fim, ele falou sobre a provável chegada de novos reforços, especificamente na defesa e meio-campo, cum um nome já definido”, projetou.POSSÍVEIS REFORÇOS

Hélio dos Anjos também abordou possíveis reforços, revelando a chegada iminente de um jogador para o sistema defensivo. Além disso, mencionou a possibilidade de um meio-campista, destacando a confiança no jogador, sujeita à situação do país onde ele se encontra.
“Eu acho que com as opções que estão surgindo, recuperação do Edinho, Leandro já treinando, Robinho praticamente voltou. As opções nossas vão aumentar muito. Nesse momento, para fechar essa semana, eu acredito que chega só mais um jogador para o sistema defensivo. Vamos avaliar isso e eu vou observar. Também tem um meia, de total confiança minha, mas eu dependo da situação no país em que ele está. Vai ser mais uma opção. Se houver uma complementação de salário, eu trago um jogador que sempre rendeu muito comigo. Um misto de segundo volante e meia. Eu gosto dele nas duas posições, que desequilibrou comigo como um meia”, revelou.VEJA O VÍDEO:VEJA MAIS:

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

📢 Quer ficar por dentro das últimas notícias em primeira mão? Não perca tempo! Junte-se ao nosso canal no WhatsApp e esteja sempre informado. Clique no link abaixo para se inscrever agora mesmo:

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo