Notícias

Flamengo projeta receita acima de R$ 1 bilhão em 2024

O Flamengo divulgou nesta quarta-feira (24) o orçamento previsto para 2024. Pela primeira vez na história o clube faz uma previsão de arrecadação superior a R$ 1 bilhão em receitas recorrentes.OS NÚMEROSEssa receita não inclui transferência de atletas, apenas a arrecadação fixa do clube. O Flamengo ainda aponta um superávit de R$ 303 milhões em relação ao patrimônio líquido.A receita recorrente teve aumento significativo, saindo de cerca de R$ 400 milhões em 2019 para o R$ 1 bilhão em 2023. Essa receita recorde não estava orçada. O número divulgado no início do ano passado era de R$ 940 milhões.O balanço oficial de 2023 será divulgado em 30 de março. Os números estão em fase de auditoria Ernst & Young (EY), que vai dar o parecer assim como o Conselho Fiscal.Uma novidade é a previsão trienal. O clube projeta receita recorrente superior a R$ 1 bilhão para 2024, 2025, e 2026.O patrimônio líquido chegaria próximo a R$ 800 milhões em 2026. Em termos de comparação, esse número foi de R$ 128 milhões em 2019, primeiro ano da gestão, e R$ 625 milhões em 2023. A projeção de 2024 é R$ 696 milhões.RECEITAS E METASO Flamengo colocou as mesmas metas esportivas de outros anos. No Brasileiro, pelo menos o segundo lugar. Na Copa do Brasil e na Libertadores, a semifinal. No Carioca, espera chegar à decisão.Em premiações, o clube espera R$ 113 milhões. O número foi maior em 2023 (R$ 141 milhões) porque a equipe disputou sete títulos. Desta vez serão quatro torneios.O Flamengo projeta R$ 103 milhões em venda de atletas. Em 2023, o clube teve uma das maiores arrecadações dos últimos anos, com R$ 229 milhões.A folha do futebol vai subir. Entretanto, o valor das despesas operacionais seguem estáveis porque houve redução nas demais áreas. O Flamengo gasta R$ 25 milhões por mês e R$ 300 milhões por ano com a folha dos atletas e da comissão do futebol profissional (incluindo luvas, bônus, entre outros).A projeção de direitos de transmissão é R$ 279 milhões. Também há R$ 324 milhões com a parte comercial (patrocínios considerando contratos em vigor e renovação dos que se encerram em 2023 pelo mesmo valor) e R$ 264 milhões no matchday (mantendo média de público e de valor do ingresso, crescimento de receitas no Maracanã e adesão de sócios), um aumento em relação a 2023.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo