Notícias

Equipe de Wanessa se pronuncia após acusações de racismo

Após telespectadores do BBB 24 apontarem que Yasmin Brunet e Wanessa Camargo estariam sendo racistas com Davi, as equipes responsáveis pelas redes sociais das duas participantes se pronunciaram.
As acusações começaram na madrugada desta sexta-feira (26), após as sisters tentarem convencer outros participantes a expulsarem Davi do quarto.
Em conversa com Wanessa, Yasmin confidenciou que considerava Davi mentiroso, manipulador e violento. “Estou dormindo com o inimigo”, disse a carioca. A dupla, então, tentou convencer os colegas a tirarem Davi do quarto, sem sucesso. A atitude gerou indignação na internet.
Ambas as equipes defenderam as participantes, dizendo que o embate entre elas e Davi se trata de “questões de convivência” e que internautas estariam difamando as sisters. A equipe de Yasmin também falou em banalização do movimento antirracista.
“Por que as questões de convivência de dentro do jogo têm sido levadas para outros lugares aqui fora? O ‘Big Brother' é um jogo que tira os participantes da zona de conforto, onde todos buscam razões para votar uns nos outros. Cada um sabe dos seus gatilhos e todas as dores são válidas, tanto as do Davi quanto as da Wanessa. Não é fácil ser colocado em um holofote e ter seus erros apontados, porém isso não pode ser justificativa para deslegitimar ou distorcer as motivações da Wanessa”, escreveu a equipe da cantora.
“Comportamentos do Davi dentro da casa foram apontados também por outros participantes em tons de ataque contra ele. Wanessa foi uma das únicas a tentar compreender a história do Davi. Precisamos nos atentar para a facilidade com que o desconforto de uma mulher é diminuído sem considerar o contexto de vida dela e do que ela tem acesso dentro da casa. O privilégio de ver o jogo todo é do público e não dos participantes. Não tornemos vilã quem apenas está pontuando percepções individuais e coletivas”, pediu a equipe da cantora.
A equipe de Yasmin Brunet também foi às redes defender a modelo e contra-atacou, acusando de “difamação” quem acusou Yasmin de racismo: “Difamação não é entretenimento”, diz o texto. “Compreendemos que o ‘BBB', como um jogo de convivência, incita comportamentos aversivos nos competidores. Porém, deixa de ser um jogo limpo e saudável quando há a tentativa de transformar conflitos derivados da convivência em narrativas voltadas a pautas sociais”, diz o texto.
“Agir de má-fé, tirando vídeos de contexto e divulgando-os no intuito de criar uma falsa narrativa extrapola os limites do jogo e pode acarretar em duras consequências não só para Yasmin mas para o próprio movimento, que está sendo banalizado. A pauta racial é um assunto sério”, prossegue a equipe.
O texto ainda traz à tona o caso de Vanessa Lopes para alertar sobre saúde mental e as graves consequências que os “hates” podem trazer a Yasmin. “Yasmin Brunet não é racista. Racismo é crime e deve ser combatido -e não ser confundido com divergências de convivência”, conclui o texto.
ZEZÉ DEFENDE A FILHA
Além de sua equipe, Wanessa Camargo também foi defendida pelo pai, Zezé di Camargo. “Eu jamais passaria pano para quem quer que fosse se eu não tivesse certeza da integridade da pessoa. Não é por ser minha filha. Analisei com imparcialidade todas as falas dela dentro da casa”, escreveu o cantor em suas redes sociais.
“O problema da Wanessa com o Davi é por convivência, em uma situação extrema de jogo e estresse, onde cada ação gera uma reação. Acusações de racismo e perseguição são infundadas e quem conhece ela de verdade sabe e conhece o coração dela, que aliás, inúmeras vezes já mostrou compreensão ao Davi”, continuou.
O sertanejo ainda diz que Davi está “declarado campeão” desde o primeiro dia. “Podem até dar o prêmio para ele, mas que seja de forma honesta, sem manipulação aqui fora e jogo sujo, que não seja às custas da cabeça de ninguém”, finalizou Zezé.

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo