Notícias

Cria da terra, Juninho chega ao Paysandu para fazer história

Destaque da Tuna Luso no Campeonato Paraense, o meia Juninho, de 24
anos, chamou atenção da diretoria do Paysandu e nesta sexta-feira (5) foi apresentado oficialmente pelo clube bicolor. O jogador
chega por empréstimo junto ao Amazônia e comentou sobre as primeiras impressões
que teve ao chegar no Lobo.
 “A estrutura do Paysandu é de Série A. Foi a primeira coisa que eu
senti foi isso. Depois, no jogo, apesar de estar no banco, vi a força do
Paysandu, no apoio e incentivo. Essas foram as primeiras impressões que tive.
Fico muito feliz, o sentimento é de gratidão. Muitos torcedores acompanharam
meu desempenho lá na Tuna. Consegui me destacar em vários jogos”, destacou.

|

Texto Auxiliar: Alinhamento Texto Auxiliar: Link Externo: Alinhar à esquerda: Alinhar à direita: Alinhar ao centro: Fullscreen: Fullscreen Exit: Conteúdo Sensível:

 Juninho começou a carreira na Desportiva Paraense em 2016, com 17 anos, depois passou por São
Francisco, Castanhal, Caeté, Tapajós, até chegar no Muiraquitã da Amazônia, que adquiriu os seus direitos e o emprestou para o São Raimundo e Chapadinha-MA, além da Águia do Souza. O meia
revelou que esteve próximo da Curuzu duas vezes, anteriormente.
“Chego no momento certo. É aquilo que eu acredito, tudo é no tempo
de Deus. Ele sabe o momento certo. Só tenho a agradecer por essa oportunidade.
No ano em que eu subi com o Amazônia, teve uma procura do Paysandu, mas não foi
para frente. No ano seguinte teve também. Hoje estou aqui, tudo é no tempo de
Deus”, ressaltou.
Juninho chega como uma aposta à Curuzu, mas nada que o impeça de virar
protagonista da equipe bicolor, que só conta com Fernando Gabriel como meia armador e, mesmo assim, o Lobo sofre demais com a criação, principalmente quando o camisa 11 está fora. Para o jovem, é seguir trabalhando forte para
ganhar oportunidades. Obviamente, seu foco é ajudar na conquista do acesso para
o Paysandu.
“Acho que não tem muita dificuldade. Acredito que com trabalho e
dedicação, só vai depender de mim alcançar os objetivos e buscar o meu espaço
com esses atletas, com quem tenho aprendido diariamente. Tive pouco tempo de
conversa, foi uma conversa mais com o grupo. Ele passou os objetivos para o
grupo, acredito que estamos no mesmo foco. Temos um grande objetivo para
alcançar e temos tudo para chegar lá. Trazendo essa torcida para o nosso lado,
creio que só temos a alcançar o nosso objetivo e subir para a Série B”, finalizou.

|

Texto Auxiliar: Alinhamento Texto Auxiliar: Link Externo: Alinhar à esquerda: Alinhar à direita: Alinhar ao centro: Fullscreen: Fullscreen Exit: Conteúdo Sensível:

  

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo