Notícias

Coreto de praça expõe produtos de artesãos marabaenses

Quem procura artefatos de decoração para casa ou vestimentas feitas de forma única que representem a cultura de Marabá podem encontrar no coreto da Marabá Pioneira, na Praça Duque de Caxias. O espaço é mantido pela Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários (Seaspac) e funciona como uma extensão da Feira do Pôr do Sol, com produtos de artesãs.“É um espaço que funciona de segunda-feira a sábado, enquanto a feira acontece no domingo. Os turistas que queiram levar uma lembrancinha da cidade irão encontrar variedades de artesanato dos próprios artesãos de Marabá”, comenta Derace Frota, diretora do Departamento de Emprego e Renda da Seaspac.O projeto atende 40 artesãs, sendo que 11 delas fazem revezamento para tomar conta do Coreto, ao longo da semana, que dispõe de produtos de todas simultaneamente. Lá, você pode encontrar joias, roupas, chaveiros, bijuterias, biojoias, produtos em capim dourado, artesanato marajoara, tapetes, bonecas e acessórios em geral. 

 LEIA TAMBÉM:Marabá tem inscrições para curso gratuito de bolos decoradosFundação lança campanha contra trabalho análogo à escravidãoMetereologia diz que próximos dias serão de chuva em MarabáTambém é possível encontrar brinquedos e outros objetos feitos em madeira reciclada, vindos do projeto Ceaca (Centro de Apoio a Criança e ao Adolescente), que ensina o ofício do artesanato em madeira ao público infanto-juvenil. “É muito bom porque aqui no coreto a maioria dos nossos clientes são turistas. Para quem chega na cidade é ponto de referência para artesanato. Eu sempre gostei do artesanato, faz parte da minha renda. Amo fazer isso e não consigo me desvincular. É uma terapia, gera renda e conhecimento. Já fazem anos que atuo com artesanato, através dos projetos desenvolvidos pela Prefeitura, através da Seaspac”, comenta a artesã Izabel dos Santos. 

 Já a Feira do Pôr do Sol acontece todos os domingos das 17h às 22h, na Praça São Félix de Valois. Além de disponibilizar o espaço para as artesãs comercializarem os produtos, o Departamento de Emprego e Renda oferece oficinas e cursos profissionalizantes, possibilitando um caminho de autonomia financeira para milhares de pessoas, a maioria mulheres.Durante os últimos cinco anos, foram mais de 3.600 pessoas que participaram das capacitações oferecidas pelo departamento. Só em 2023, foram 880 pessoas atendidas, distribuídas em 32 turmas de cursos profissionalizantes e 27 oficinas, muitas delas relativas ao artesanato.Entre as outras formações estão cursos e oficinas de barman, barbeiro, pizzaiolo, bolos artísticos, panificação, cozinha paraense, tempero caseiro, bombons caseiros, caixas de presente, biscuit, entre outros. 

 

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo