Notícias

Clube do Remo se manifesta sobre polêmica do Mangueirão

Em meio à controvérsia entre Paysandu e Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) sobre a utilização do Mangueirão, o Clube do Remo quebrou o silêncio na manhã desta quarta-feira (24), emitindo uma nota oficial para esclarecer sua posição diante do primeiro imbróglio do Parazão 2024.
Na nota, a diretoria azulina faz questão de desvincular seu nome das especulações e rumores que circulam sobre a mudança do local da partida do Parazão 2024, marcada para o próximo dia 28 de janeiro, contra o Tapajós.O texto destaca, ainda, que não houve qualquer solicitação à Federação Paraense de Futebol (FPF) ou à Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) referente à mudança de local da partida, que está programada para a Arena Verde, em Paragominas, e tampouco para a utilização do Estádio do Mangueirão.CONTEÚDO RELACIONADOClube do Remo vai pra cima do Castanhal para manter embaloRemo: camisa homenageia Parazão com 100% de aproveitamentoKelvin desembarca em Belém. Conheça o novo atacante do RemoO clube ressalta a necessidade de responsabilidade nas afirmações públicas, especialmente quando envolvem interesses coletivos. Destaca que o Tapajós Esporte Clube, como mandante da partida em questão, deveria formalizar qualquer modificação na tabela, algo que, em nenhum momento, teria ocorrido.
Por fim, o Remo manifesta seu repúdio ao que chama de “insinuações de favorecimento a participantes do Campeonato Paraense” feita pelo Paysandu. A publicação enfatiza a falta de “amparo fático” nas alegações e reafirma sua confiança nas instituições responsáveis pela competição e pela gestão dos equipamentos públicos.Quer saber mais notícias do Clube do Remo? Acesse nosso canal no WhatsApp.
Pontos chave da nota do Clube do Remo:

1. Ausência de solicitação:   – O Remo esclarece que não houve solicitação à Federação Paraense de Futebol (FPF) nem à Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) para a mudança do local do jogo agendado para 28 de janeiro no Mangueirão.2. Mandante da partida:   – Destaca que o Tapajós Esporte Clube é o mandante da partida em questão, e qualquer modificação na tabela dependeria de solicitação formal e tempestiva da agremiação esportiva ou acordo com o Clube do Remo.3. Responsabilidade nas afirmações públicas:   – O Remo ressalta a necessidade de responsabilidade nas afirmações públicas, destacando a falta de fundamentos na insinuação de favorecimento a participantes do Campeonato Paraense.4. Repúdio à insinuação de favorecimento:   – O Clube repudia e lamenta a insinuação de favorecimento a participantes do Campeonato Paraense, reiterando sua confiança nas instituições responsáveis pela competição e gestão dos equipamentos públicos.CONFIRA A ÍNTEGRA DA NOTA DO CLUBE DO REMO: 
  PRESIDENTE DO TAPAJÓS NEGA PEDIDO
O Tapajós também se manifestou a respeito da controvérsia envolvendo a troca de notas oficiais entre Paysandu e Seel. Sandeclei Monte, presidente do clube, desmentiu que tenha solicitado à FPF que o jogo contra o Remo fosse transferido da Arena Verde para o Mangueirão.O mandatário admitiu que o gramado do estádio de Paragominas está em más condições, e que a Federação está relutante em manter a partida contra o Remo no local. Ele também afirmou que o Mangueirão está vetado e cogitou a possibilidade de adiar o jogo se não houver outro campo disponível.VEJA MAIS:

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo