Notícias

Campeões do Tetra já não são mais amigos, veja o porquê!

A conquista do Tetracampeonato de futebol de 1994 é um feito inesquecível para todos os brasileiros. Após 34 de espera, o Brasil foi finalmente campeão mais uma vez, e uma dupla de centroavantes diferente fez toda a diferença. Contrariando o futebol europeu, com seus jogadores gigantes, os baixinhos brasileiros (média de 1,70, pequenos em comparação aos europeus), Bebeto e Romário, fez toda a diferença.Mas o tempo passou, e essa harmonia e amizade parece que não existe mais. Romário Faria foi o convidado do primeiro episódio do Podcast do Garotinho, apresentado pelo narrador esportivo José Carlos Araújo, mais conhecido como Garotinho. No papo, o ex-jogador de futebol teve que definir alguns atletas apenas com uma palavra e chamou a atenção ao designar o adjetivo “traidor” ao ex-parceiro de campo e vida Bebeto.“Traidor”, disparou Romário ao ouvir o nome do ex-amigo. “É, cara? Todo mundo diz assim: ‘Bebeto foi o maior parceiro do Romário'”, respondeu Garotinho surpreso com a resposta.Veja também:Globo oferece contrato absurdo com medo de saída de estrelaNovo concurso da Prefeitura de Marabá já tem banca definida!Decoração de bambu, piscina: conheça mansão que Ivete viveSem pestanejar, Romário, que é senador, eleito no Rio de Janeiro, afirmou que foi traído por Bebeto. “Foi, mas não é mais. Me traiu. Na política. Pulou de galho.”Novamente surpreso com a resposta, Garotinho indagou: “Mas na política você ainda não se habituou?”. “Ah, eu não consigo. Tem algumas coisas na vida que eu levo pra sempre. Fora e dentro da política. Todo dia tem isso, mas quando é com um cara que você gosta, que você conviveu, que você tem uma relação de amizade, em todos os sentidos, isso é triste”, explicou o político.Veja o trecho da entrevista abaixo: View this post on Instagram A post shared by AGR Podcast Estúdios (@agrpodcast) Em outro momento, Garotinho perguntou sobre o fato de Bebeto estar participante da série do senador, mesmo os dois estando brigados, e foi corrigido. “A gente não brigou. Ele só me traiu. Ele está participante porque a série foi antes… As entrevistas meio que já acabaram”, disse Romário.Ainda na missão de definir atletas, Romário nomeou Ronaldo como “fenômeno”, Neymar como “craque”, Guardiola como “o melhor” e explicou: “Pra mim, ele tem a cara da Seleção Brasileira”, destacou. (Fábia Oliveira, do parceiro Metrópoles)

Fonte: DOL – Diário Online – Portal de NotÍcias 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo